PMEs e o marketing digital
Falta de planejamento em tecnologia é um dos fatores para mortalidade das pequenas é médias empresas
9 Junho 2014  |  12:12h
A - A +
Data:
Cidade:
Autor: Guilherme França

Vivemos em uma era de novas ideias e novas tecnologias. E a cada dia uma depende mais da outra. Com isso, o número de PMEs (pequenas e médias empresas) também cresce exponencialmente. Mas nem todas as empresas vão em frente, um número grande delas fica pelo caminho ainda nos dois primeiros anos de vida. Esse cenário ocorre por inúmeros motivos, mas basicamente pela falta de planejamento, gerenciamento e problemas relacionados a área financeira.

Este artigo não tem o objetivo de discutir esses problemas e sim um mais simples, mas que corriqueiramente é deixado de lado: a falta de planejamento para marketing digital. Na verdade esse ponto deve ser levado um pouco mais abaixo, a falta de conhecimento em marketing digital.

Antigamente, algumas empresas não se atentavam ao marketing, mas conseguiam caminhar bem, porque existia o famoso boca a boca. E para o boca a boca se manter, bastava ter um atendimento e relacionamento de qualidade.

Mas e a expansão da marca? Ficava a ver navios. A empresa que não se atentava ao marketing não quer nem saber dele no digital, é fato!

A falta de conhecimento no assunto

O marketing digital é extremamente dinâmico. A cada dia surge uma novidade e a novidade de ontem já não serve mais para sua estratégia hoje. É assim que funciona.

Os gestores das PMEs estão focados em outros assuntos, tais como logística, administração, pagamentos, etc. E o marketing digital vai ficando de lado.

Os mais arrojados vão chamar algum parente pra tocar essa parte, mas essa pessoa não sabe muito, somente o que lê por aí na internet. Ou contratam empresas que dizem entregar resultados maravilhosos a um preço de banana.

O resultado é um só: fracasso. Quem é o vilão da história? O tal do marketing digital "que não serve para nada".

O que as PMEs deixam de ganhar sem o Marketing Digital?
Deixam de ganhar posicionamento de marca, não só na internet, mas também no mundo físico. Deixam de ganhar a geração de novos leads qualificados, novos clientes e aumento de ROI (Retorno do Investimento). Deixam de ganhar dados importantes do seu público para criação de novas estratégias, que não obrigatoriamente são digitais. Abrem mão de canais de comunicação muito mais baratos que o telefone, por exemplo.

Você já buscou a sua empresa no Google? Já fez essa pesquisa colocando alguma palavra-chave diretamente relacionada ao seu assunto? Encontrou?

Se não encontrou, preocupe-se. O seu futuro cliente acabou de ir para o seu concorrente.

"Encontrei, mas acho o meu site desatualizado e demora pra carregar"

"Encontrei, mas fiz a pesquisa do meu celular e não abre direito aqui"

O seu futuro cliente foi para o concorrente do mesmo jeito. Esses resultados negativos, e muitos outros, culminam na morte da empresa dentro do universo digital.

É preciso dispensar tempo para estudar essa área como qualquer outra área vital da empresa. Se não existir esse tempo, contrate uma agência competente e que atenda suas necessidades.

Pense no digital como fundamental para sua empresa.Se você não existe na internet ou não tem estratégia bem elaborada, você não existe. É simples assim.

Guilherme França é sócio-fundador da Pílula Criativa.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário