| Segunda-Feira - 27/3/2017
Pesquisar: busca:
Estabilidade garantida pela tecnologia
Durante Black Friday, varejistas que se aliaram à plataformas tecnológicas tiveram melhores chances 03/12/2015 09:00
» Pamina Jardini
Autora: Pamina Jardini

Na última sexta-feira, aconteceu a Black Friday e, na contramão do atual cenário econômico, as vendas bateram recordes. Segundo o site brasileiro Busca Descontos, organizador do evento no país. Para dar conta da demanda, no entanto, as empresas precisaram garantir um suporte adequado às suas plataformas tecnológicas. Afinal, foram elas as responsáveis por milhões de transações em vendas.

Mesmo com o sucesso da data, mais uma vez foi comum ouvir reclamações de clientes de que os sites ficaram mais lentos, o e-commerce de uma determinada loja apresentou problemas ou a rede de cartões de crédito não estava disponível durante o evento. Situações como estas fazem com que grandes marcas percam vendas e, eventualmente, até clientes. Nestes períodos, as lojas costumam receber uma demanda até 10 vezes maior, o que sobrecarrega seus sistemas e plataformas tecnológicas, aumentando, por consequência, o tempo de resposta e a qualidade do serviço oferecido ao cliente.

O site brasileiro Busca Descontos e a ClearSale, empresa especializada em soluções antifraude, fizeram um levantamento que mostrou que foram movimentados mais de R$ 1,5 bilhão em vendas durante a "sexta-feira negra". A cifra representa incremento de 76% sobre 2014, quando foram movimentados R$ 872 milhões. Os produtos mais vendidos foram eletrodomésticos (R$ 370.853.035), celulares e smartphones (R$ 327.898.435), eletrônicos (R$ 240.154.977), informática (R$ 146.995.245) e móveis (R$ 74.157.824).

Além de uma plataforma tecnológica que comporte o aumento rápido e intenso das vendas, parte importante do processo de sustentação desse volume homérico de transações, é a agilidade na resolução de eventuais problemas na operação. Como nem tudo é passível de prevenção, um dos grandes aliados dos varejistas é o serviço de suporte e manutenção das aplicações de TI (AMS ou Application Management Service, do termo em inglês). Esse serviço é desenhado para se ajustar à dinâmica do negócio promovendo a melhor experiência do cliente e otimizando os custos das empresas.

A empresa de consultoria que oferece esse tipo de serviço deve apresentar uma capacidade de atendimento compatível com as tecnologias, horários de atendimento, tempos de respostas e processos específicos para cada cliente. Além de flexibilidade para aumentar ou diminuir seus times com a sazonalidade ao longo do ano. Esta opção pode representar um excelente custo-benefício aos varejistas devido à expertise, produtividade e à escalabilidade em momentos de picos de demandas, já que o varejista terá o custo conforme o uso desta capacidade, sem pagar por momentos de ociosidade.

Com o acesso do cliente final garantido por uma plataforma de sistemas robusta e por uma empresa de suporte com profissionais atualizados e dedicados para corrigir rapidamente eventuais falhas, o varejista terá a tranquilidade de saber que suas vendas estão seguras para os momentos de aumento na demanda. Até porque essa é uma excelente oportunidade em tempos de crise!

Pamina Jardini é diretora de negócios para varejo da Softtek Brasil

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://clientesa.com.br/