O valor do big data às empresas
Pesquisa destaca a importância do Analytics para transformar dados em valor real para negócios 17/06/2013 10:05
» Jill Dyche
O SAS, em parceria com o Instituto Internacional de Analytics (IIA), desenvolveu o estudo Big Data in Big Companies, que comprova o valor do Big Data para as grandes corporações. O relatório contou com a participação de 20 empresas e apontou histórias de sucesso e depoimentos de grandes companhias do mercado.

"Estamos fazendo uma grande aposta em big data", afirma Bill Ruh, vice-presidente da GE para Software e Analytics. "Os projetos-piloto que implementamos já resolveram alguns dos problemas mais sérios com resultados significantes. Estamos levando agora essa iniciativa para problemas ainda mais complexos e envolvendo este processo em tudo que temos feito", completa.

O Big Data in Big Companies destaca histórias de sucesso de empresas de diversas indústrias em que a utilização do big data é fundamental para acelerar os negócios. Entre os participantes da pesquisa estão AIG, Bank of America, Caesars Entertainment, Carolinas Health Care, CIGNA, Dell, Discover, Fidelity, GE, Macys.com, Schneider Nacional, Sears, T-Mobile, UnitedHealthcare, UPS, Verizon e Wells Fargo.

Big data traz resultados de várias maneiras
Os executivos entrevistados para a elaboração do estudo confirmaram o valor da combinação de relatórios, análise, pesquisa, proteção e recuperação em uma única plataforma de big data. Ao invés de substituir, ambientes de big data podem coexistir com as infraestruturas de armazenamento dados e de inteligência de negócios existentes.

"Executivos que participaram deste relatório acreditam que o big data é um recurso revolucionário que proporcionará novos e inesperados usos no futuro", disse Tom Davenport, diretor de pesquisa do IIA e Professor convidado da Harvard Business School. "Mas cada um desses executivos admitiu que não pode se dar ao luxo de fazer do big data um mero exercício acadêmico, pois é necessário gerar valor o quanto antes".

"O big data serviu para acordar esses executivos. Na medida em que análises de alto desempenho (high-performance analytics) se tornam realidade e a performance é acelerada, as empresas começam a perceber o que já poderia ter sido feito com a adoção de tecnologias de big data. É evidente que as empresas podem utilizar soluções para acelerar processos de negócios complexos, embora a promessa de inovação é o verdadeiro fascínio do big data para executivos. Eles estão voltando sua atenção - e seus investimentos - para novas tecnologias e habilidades", disse Jill Dyche, vice-presidente de melhores práticas do SAS.

O relatório constatou que a transformação das organizações por meio do analytics exige novas habilidades, lideranças, estruturas organizacionais, tecnologias e arquiteturas. A maioria das organizações pesquisadas está aumentando suas equipes de análise existentes, acrescentando posições como cientistas de dados para melhor manipularem tecnologias de big data. Qualidade, profundo conhecimento em arquitetura de dados e centros de gerenciamento de dados são apenas o começo para as empresas que procuram no big data um diferencial de longo prazo, concluiu o relatório.

Para fazer o download gratuito do relatório Big Data in Big Companies, acesse aqui

Premier Business Leadership Series
O relatório foi divulgado durante o Premier Business Leadership Series, uma conferência de negócios do SAS que acontece em Amsterdã e que reúne mais de 700 participantes dos setores público e privado para compartilhar ideias sobre questões críticas de negócios.


 
http://www.clientesa.com.br/