Utilizando a base a favor
Ter o cliente ao lado é essencial, ainda mais quando a atenção se converte em venda
28 Janeiro 2016  |  17:40h
A - A +
Data:
Cidade:
Valter Soares
Quê empresa não quer a atenção dos clientes? Em meio a um mercado saturado e com pouca diferenciação, é essencial fazer com que o público perceba a marca, se identifique, tenha interesse e, ainda, finalize com uma compra. Para isso, muitas empresas têm usado de atributos para atrair o foco do consumidor, assim como o call to action. "Esse recurso é essencial para direcionarmos a atenção do usuário ao objetivo desejado", diz Valter Soares, gerente de TI e e-commerce da Lojas Havan.

De acordo com o executivo, a técnica é essencial para direcionar a atenção do usuário ao objetivo desejado. Por exemplo, se quer que ele veja outros produtos antes de fechar uma compra, ou se quer que faça um cadastro para um newsletter. Entretanto, independente do objetivo pretendido, ele ressalta que a empresa não pode deixar de realizar testes sobre as ações criadas. Afinal, essa é a melhor forma de saber se o que foi planejado conseguirá chegar à missão pretendida.

É preciso ter certeza de que o botão criado, com o intuito de converter mais vendas, será atrativo para os consumidores que entrarem na página, ou se eles tiveram dificuldade em finalizar o pedido. Nesse caso, o risco de haver uma desistência do carrinho é grande. "Lembrando que todo teste realizado no site deve ser documentado, evitando utilizar futuramente CTAs sem eficácia e deixando de registro para a empresa", adiciona.

Com as ações testadas e analisadas, a segurança do ganho é maior. Como bons resultados, Soares garante que base de clientes pode ser aumentada por uma campanha eficaz de captura de e-mails. "Os ganhos podem varias entre conclusão de compra, aumento da base de e-mail marketing, inscrições no canal
do Youtube, entre outras", acrescenta.

Fonte:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário