Target na mira!
Com geomarketing, empresas identificam potencial de consumo por regiões, permitindo segmentar os serviços e atender necessidades específicas de clientes, minimizado erros estratégicos
17 Agosto 2013  |  00:01h
A - A +
Data:
Cidade:
Ser assertivo nas ações de venda e marketing. Quem não quer? Uma aliado nessa busca é  geomarketing que fornece, por meio de análises, onde o público-alvo está, além de informações como estrutura familiar, valores, padrão de deslocamento, poder e padrão de compra, etc. "Isso permite prospectar novos clientes ou gerenciar os atuais, inclusive realizando marketing direto e outras ações", afirma José Augusto Sapienza Ramos, professor e coordenador acadêmico do Sistema Labgis/UERJ. A Goodyear Brasil é um exemplo disso, já que passou a entender melhor os clientes e suas necessidades em diferentes regiões. "Anteriormente, acreditávamos que tínhamos essas informações e sabíamos o que nossos clientes de cada local precisavam. Atualmente, agimos com mais certeza e propriedade, com foco direto no que eles, nossos consumidores e revendedores, precisam", conta Geovah Oliveira, líder de inteligência da empresa.

Os benefícios citados acima pode se aplicar a várias outros setores, já que mais de 80% dos dados de negócios de uma empresa possuem referência de localização, como endereço do cliente ou da loja, rede de atendimento e distribuição, ativos, entre outros itens, segundo Paulo Simão, gerente da indústria de negócios da Imagem. Mesmo sem se dar conta, muitas empresas utilizam algum tipo de análise de informações geográficas, ainda que basicamente. "Ao utilizar a inteligência geográfica, é possível ter uma visão unificada dessas informações, normalmente distribuídas em diversos departamentos ou bancos de dados das empresas", declara o executivo. 

Um exemplo é a AES Eletropaulo, que passou a utilizar a metodologia há pouco tempo, embora tenha estado sempre presente, de alguma forma, segundo Teresa Vernaglia, vice-presidente de serviços compartilhados da empresa. "A análise geográfica é utilizada por diversas áreas da empresa para cumprir necessidades específicas, como avaliar regiões, atuar em regularização de clientes e prever fraudes", afirma a executiva. Ela destaca, ainda, a área de marketing, do qual as análises permitiram conhecer mais os clientes. "No caso do marketing, atuamos com foco no melhor entendimento do cliente em um âmbito amplo, considerando perfil de domicílios, vulnerabilidade financeira, densidade demográfica e renda. Com isso, podemos segmentar nossos consumidores de forma a atender melhor suas necessidades e estreitar o relacionamento", explica Teresa.   

EM PLENO CRESCIMENTO!
Assim como na AES Eletropaulo, muitas empresas tem se dado conta do benefício da análise geográfica para ações mais assertivas, e é possível observar um avanço nessa área, segundo Reinaldo Granja Gregori, sócio fundador da Cognatis. "Houve um crescimento constante no interesse e contratação de serviços ou ferramentas de geomarketing em todos os setores. É um movimento muito saudável e bom indicador de que esta demanda continuará a crescer estruturalmente", declara o executivo. 

Apesar do crescimento, o professor Ramos, da Lagbis, acredita que a presença do geomarketing ainda é tímida perto do alto potencial do mercado. "No geral muitas empresas estão descobrindo os benefícios e avaliando as possíveis aplicações. Vejo hoje um aumento na quantidade de empresas especializadas em prestação de serviço para Geomarketing. Cresce também a lista de organizações que já contam em seus organogramas um setor destacado ao tema", afirma Ramos. 

ALERTA
Não basta ter um software de geoprocessamente, tem que haver pessoas com visão de mercado para que se tenha análises com embasamento. Quem chama a atenção para esse ponto é o economista e sócio-diretor da InSite Geomarketing, Nivaldo Tristão de Souza. "Muitas empresas estão adquirindo softwares de mapeamentos e estão caindo de paraquedas nesse mercado, algumas oferendo produtos de prateleira. Particularmente, não acredito nesses produtos, porque cada empresa possui objetivos, focos e dinâmicas diferentes", declara. Dentro disso, Oliveira, da Goodyear, ressalta que há várias empresas especializadas que auxiliam a estruturar trabalhos com geomarketing e o trabalho delas é essencial. "Se faz fundamental para a implementação ter uma estrutura de TI de apoio, pois é importante lembrar que o trabalho mais árduo é a contrução das bases de dados. Essa é a principal etapa e o grande segredo do sucesso para ter benefícios com geomarketing", conclui.


Na sua opinião, qual o principal ponto em que o geomarketing auxilia as empresas? Deixe a sua opinião na enquete do portal ClienteSA.


Confira as entrevistas matérias exclusivas do especial sobre geomarketing:

Cada vez mais presente nas empresas, geomarketing auxilia na capacidade de análise e tomada de decisão


Geomarkeing cresce, mas sua presença ainda é tímida se considerado o alto potencial, avalia professor do Labgis/UERJ


Uso de geomarketing na Goodyear permite identificar as necessidades dos clientes em cada região


Geomarketing permite à AES Eletropaulo segmentar e melhorar o atendimento



Uso de geomarketing cresceu nos últimos anos em diversos setores, afirma sócio fundador da Cognatis


Definição de perfil de clientes com geomarketing beneficia ações de marketing direto


Análise de informações geográficas auxiliam em diversas situações com objetivo de minimizar erros


Geomarketing ajuda a definir regiões com maior potencial de consumo

Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário