A chance de ser protagonista
Com aposta em inovação, Congresso ClienteSA 2019 abre profunda reflexão da atividade, que vive nova e intensa transformação
13 Abril 2019  |  00:03h
A - A +
Data:
Cidade:
Preparado para encantar o consumidor? Sim? Será mesmo? Pois é, mais do que nunca essa pergunta precisa ser feita diariamente. Embora o mercado de gestão de clientes já tenha passado por inúmeras transformações, a atual traz algo novo: ela é constante. A toda hora algo novo surge, fazendo mudar o comportamento do consumidor, que por sua vez passa a exigir das empresas uma adaptação para atender seus desejos. Nesse sentido, se torna ainda mais fundamental um olhar atento para a atividade, identificando as oportunidades de inovação - que são muitas. Com esse mote é que foi desenhado o Congresso Internacional de gestão de Clientes/Congresso ClienteSA 2019, marcado para 25 de junho, em São Paulo. Com aposta em muita inovação e, como de praxe, em um rico conteúdo, o evento trará uma visão completa do atual cenário, trazendo para o debate inquietudes e respostas que movam a atividade para um novo patamar.

Até porque, como dito, a realidade agora se renova a cada dia. "Isso pode até parecer idiossincrasia, mas não. Pelo contrário, precisa ser encarado como um indicador que a nova geração de empresas que nascem e se consolidam está incorporando novas tecnologias, processos, cuidados com pessoas e formas de se relacionar com seus clientes", comenta Vilnor Grube, CEO da Grube & Associados e da ClienteSA, além de fundador da Aloic - Alianza Latinoamericana de Organizaciones para la Interacción con Clientes. Ele cita como exemplo o CSM, Customer Success Management, que se dissemina rapidamente entre as novas gerações de empreendedores e profissionais antenados. A terminologia procede ao Customer Experience, que é a evolução do CRM. E já se fala por aí em brand lovers, que deve agregar outras siglas para conceituar os passos dos novos clientes.

Essa transformação vai além de conceitos. Ela passa pela evolução dos canais de relacionamento com o cliente; pelo questionamento de quem vai centralizar as informações que orientam estratégias, produtos e, enfim, negócios; e também pela prestação de serviços de outsourcing, agora se consolidando cada vez mais em forma de BPO. "A mudança, neste caso, precisa passar indispensavelmente por agregar valor - e fazer com que o cliente enxergue. E, não esquecendo, estamos falando de uma geração que quer resultados", destaca. Entra nisso o desafio de virar a chave para pensar digital, atendendo as demandas da transformação de serviços, para não fechar as portas. Junto a isso, o congresso irá abordar os clientes analógicos que passaram digital e estão com as novas gerações co-criando culturas e uma onda de produtos, serviços e empresas.

Além disso, o Congresso ClienteSA apresentará parâmetros para análise das transformações de uma atividade que se reinventa, movendo mundos de culturas e hábitos internos, "chacoalhando as estruturas, não só mentais", segundo o executivo. "Vamos apresentar essa nova estrutura da atividade que nasce da associação de muita inovação com modelos tradicionais de gestão, criando conceitos e modelos culturais, diversidade, sustentáveis. É o resultado da união do conhecimento e experiência com a ousadia da inovação, mostrando os frutos das novas gerações que mudam o perfil e realidade da atividade", pontua Vilnor.

Serviço
Data: 25 de junho
Horário: das 8h30 às 23hs
Local: Centro de Convenções Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1209, Santana - São Paulo/SP
Informações pelo telefone (11) 3393-3000 ou pelo e-mail [email protected]


Confira como foram as últimas edições:

Congresso ClienteSA evidencia maturidade da atividade em meio às novas expectativas dos clientes e transformação digital

Diante de profundas transformações, especialistas reforçam a necessidade de inovar em diferentes frentes, deixando claro que fundamental é ter uma cultura de cliente

Seja com inovação, seja multiplicando melhores práticas, CIC Brasil 2015 reflete caminhos para atravessar fase difícil sem grandes perdas

Disseminação de novos canais cria clientes mais dinâmicos, rápidos e exigentes... O desafio profissional é se antecipar aos clientes, como ficou claro no CIC Brasil 2014... mas como estar à frente?

Não é só no Brasil: na relação de engajamento, o novo consumidor deve ser tratado de igual para igual, respeitado mas questionado

Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário