Classe C traz novas oportunidades
Estudo revela perspectivas otimista em relação ao consumo
22 Março 2011  |  18:13h
A - A +
Data:
Cidade:
Marcos Etchegoyen
A Classe C é a maior do país com 101 milhões de pessoas, o que representa 53% da população brasileira. É o que aponta a pesquisa Observador 2011, encomendado pela Cetelem BGN à Ipson Public Affairs. Pelo menos 19 milhões de brasileiros migraram para a classe C em 2010. "A grande questão para este ano é que se será o fim da classe D e E na pirâmide, já que boa parte foi para a classe C", observa o presidente da Cetelen BGN, Marcos Etchegoyen.
 
O brasileiro também está otimista com o país para o ano de 2011. Pelo menos 60% das pessoas esperam mais crescimento, 53% mais consumo e 52% mais crédito. As classes D e E se dizem mais entusiasmadas com o Brasil de hoje. "O Brasil foi o mais bem avaliado em 2010 entre os 13 países em que a pesquisa é realizada", ressalta o vice-presidente da Cetelem, Miltonleise Carreiro Filho.
 
A pesquisa mostra ainda que há uma grande oportunidade no mercado de crédito. Pelo menos 63% da Classe D e E nunca buscou informação sobre crédito, empréstimo e financiamento. "Ainda há uma necessidade muito grande de informação", afirma o VP.
 
Em relação às relações de consumo na web, o estudo revela que 41% da população tem acesso à Internet. "Preço, comodidade e rapidez é o que o consumidor mais valoriza na compra pela internet", diz Carreiro Filho. Ainda existe muita dúvida sobre o uso das compras coletivas pela web, mas a tendência é que haja crescimento, já que 31% dos brasileiros já ouviram falar em compras coletivas, porém apenas 14% compraram ou conhecem alguém que já comprou algum produto ou serviço por esse tipo de site.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário