Internautas desconhecem a Rio+20
Dois em cada cinco, não têm informações sobre a Conferência das Nações Unidas, diz Ibope
21 Junho 2012  |  17:05h
A - A +
Data:
Cidade:
Somam 42% os internautas brasileiros que desconhecem a realização da Rio+20, de acordo com pesquisa on-line do Ibope Inteligência realizada no painel Conectaí. No entanto, os 58% que sabem a respeito da conferência no Rio de Janeiro estão bem informados sobre o que vem sendo discutido, já que 83% deles apontam o desenvolvimento sustentável com tema central da conferência.

Ainda assim, alguns comportamentos sustentáveis são frequentes entre os entrevistados: separar o lixo orgânico do reciclável é uma prática comum realizada pela maioria dos internautas no País. Segundo a pesquisa, 76% dos entrevistados separam o lixo orgânico do reciclável, dos quais 46% dizem fazer a separação parcial e 29%, a total. Contudo, um quarto dos internautas não faz qualquer separação.

Em relação aos hábitos de consumo, a pesquisa revela que, ao comprar produtos eletrônicos, a maioria dos entrevistados afirma que doa os equipamentos antigos para parentes e familiares, reduzindo, dessa maneira, o lixo não reciclável. O selo de certificação de origem de produtos, que reconhece o padrão de qualidade, a procedência e se o produto é ou não reciclável, divide as opiniões: enquanto 45% procuram observar o selo sempre, 42% dizem que isso depende do produto a ser adquirido. Outros 13% citam não se importar com o selo de origem.

O principal meio de transporte para mais da metade dos entrevistados (58%) é o transporte público, seguido do automóvel (26%) e da motocicleta (9%). Dos que se locomovem por automóvel, 52% o utilizam por necessidade, 29% por agilidade, 26% por conforto, 9% porque consideram o transporte público deficiente e 7% por privacidade. O estudo mostra também que 76% do universo entrevistado gostaria de se locomover de bicicleta.
Fonte:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário