Quase 90% dos brasileiros têm Whatsapp
Em pesquisa da Opinion Box, Facebook Messenger foi o segundo app mais usado
23 Março 2016  |  08:27h
A - A +
Data:
Cidade:
Felipe Schepers
Hoje, é quase impossível encontrar alguém que não tenha trocado alguma mensagem por aplicativo nas últimas horas. Mais impossível ainda será encontrar a pessoa que não faça uso dessa tecnologia para se comunicar ultimamente. Para entender o real comportamento dos brasileiros quanto ao uso dos dispositivos móveis e desses aplicativos, o Opinion Boxrealizou, em parceria com o Mobile Time, a segunda edição da pesquisa "Panorama Mobile Time/Opinion Box: Mensageria no Brasil".

Supremacia dos smartphones e do Whatsapp
Realizando em janeiro deste ano, com 1.895 internautas brasileiros, o levantamento questionou, primeiramente, às pessoas quanto ao tipo de celular que possuem: 90% afirmaram ter smartphones e 10% têm outro tipo de aparelho. Também foi possível detectar que o WhatsApp segue sendo o serviço de troca de mensagens instantâneas mais utilizado pelos brasileiros: 89% dos usuários de smartphones declararam fazer uso diário dele. Enquanto 96% são usuários ativos mensais.

O Facebook Messenger segue com a segunda colocação e apresentou um aumento significativo da base de usuários, de 50% na primeira edição da pesquisa - realizada em julho de 2015 -, para 58% no levantamento atual. Por sua vez, 24% dos entrevistados mencionaram usar algum outro app para troca de mensagens. Já a comunicação via SMS manteve seu patamar de usuários diários em 35%, mas viu seus usuários mensais caírem de 77% para 71%.
 
Conteúdo
Quando questionados sobre os conteúdos trocados, verificou-se que o comportamento das pessoas sofreu pouca variação. Os usuários de WhatsApp costumam fazer troca de imagens (1,5%), vídeos (0,2%), mensagens de áudio (0,3%), chamadas de voz (0,3%) e emojis (0,7%). Já via Facebook Messenger, as trocas de mensagens acontecem via texto (95%), imagens (2,3%), vídeos (0,2%), mensagens de áudio (0,6%), chamadas de voz (0,3%) e emojis (1,5%).

Chamadas de voz
"É interessante notar que as pessoas vêm usando o serviço de voz oferecido pelo WhatsApp com uma frequência importante: 52% responderam ter utilizado a ferramenta nas últimas 24 horas e 42% disseram ter usado há mais de sete dias e menos de 30 dias. Isso quer dizer que 94% dos usuários ativos mensais do app fazem uso de chamadas de voz", avalia Felipe Schepers, COO do Opinion Box.
 
Pelas respostas dadas pelos entrevistados, houve uma melhora na percepção da qualidade das chamadas de voz via aplicativo. Apenas 11% das pessoas classificaram o serviço como ruim ou péssimo frente a 54% que julgaram como bom ou ótimo. Isso, no entanto, não significa que as pessoas estejam dispostas a pagar pelo uso desse tipo de app. Aproximadamente 59% dos usuários de smartphones afirmaram que trocariam de aplicativo de mensagens caso o seu app preferido passasse a cobrar. "Vale notar que aumentou para 15%, frente aos 8% registrados na primeira pesquisa, a parcela dos que pagariam até R$ 2,00 por semana para usar o serviço", diz Schepers.

Também cresceu o número de usuários que topariam receber publicidade de qualquer marca ou produto em troca de poder usar o Whatsapp gratuitamente. Em julho de 2015, 29% se mostraram dispostas para tal, enquanto em janeiro de 2016 esse índice subiu para 35%.
 
Telegram cresce no País
Outra diferença notada na comparação com o estudo realizado no ano passado tem relação com o uso de outro aplicativo para troca de mensagens instantâneas, o Telegram. A ferramenta desponta como o terceiro app de comunicação preferido por 18% dos brasileiros. Passando à frente de Skype (15%), Viber (10%), IMO (9,6%). O Hangouts (3,6) aparece em sétimo lugar. No ano passado, apenas 5% dos respondentes haviam apontado o Telegram.

Quando a discussão migra para o SMS, 64% dos entrevistados com smartphone responderam que receberam mensagens de texto nas últimas 24 horas; 19%, entre um e sete dias; e 6%, entre sete e 30 dias. Já quando perguntados de quem costumam receber mais mensagens de texto: 57% responderam que recebem mais de empresas e 43% de pessoas. Quanto ao conteúdo dessas mensagens: 98% dos internautas com smartphone dizem já ter recebido propaganda por SMS de um serviço não solicitado e 54% relataram que o SPAM foi recebido há menos de 24 horas. Para efeito de comparação, entre usuários do WhatsApp, apenas 35% disseram já ter recebido propaganda de um número desconhecido dentro do app.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário