O futuro dos carros
Conforto e design inteligente são vistos como diferenciais importantes pelos consumidores, desde que adaptados à realidade das grandes cidades
12 Abril 2019  |  15:18h
A - A +
Data:
Cidade:
Com o objetivo de compreender como consumidores aficionados por autos enxergam o "futuro dos carros", a MOB INC realizou levantamento com os early adopters, ou seja, pessoas que se relacionam com uma categoria ou produto de maneira mais engajada e criativa. Atributos como conforto e design inteligente é citado sendo diferenciais importantes para 75% dos respondentes, desde que adaptados à realidade das grandes cidades. "Essa demanda se válida quando observamos que, no ano passado, a categoria de hatches compactos foi a mais vendida e representou quase a metade de todo o volume de vendas de carros no mercado nacional", afirma Thiago Felinto, fundador da MOB.INC e um dos idealizadores da pesquisa.

Outro dado é que, para 58% dos entrevistados, ressignificar o status x a real necessidade de se ter carros grandes ou vários deles na garagem é algo a considerar. Eles consideram o próprio carro ligado à ideia de praticidade e conforto e são receptivos às novas ferramentas disponíveis no mercado como compartilhamento de carona, aluguel de carros e transporte privado por meio de aplicativos.

Cerca de 85% dos entrevistados manifestaram preocupação com o desenvolvimento de carros, dessa categoria, que prejudiquem o meio ambiente e, assim, a qualidade do ar que se respira nas grandes cidades, além de outros danos ao planeta em si. Uma das alternativas apontadas são os veículos elétricos por não emitirem gases poluentes. A tecnologia já vem sendo testada pelo mundo afora e, sem dúvida, são os modelos mais aguardados, porém apontaram a preocupação com o preço ainda elevado, sendo um dificultador na decisão de compra e acesso.

O estudo da MOB envolveu aproximadamente 80 consumidores, uma amostra composta por 50% homens e 50% mulheres, na faixa etária de 25 a 55 anos, classes A B e C, em São Paulo. A categoria de autos analisada foi SUVS, Hatch e Sedan, e critérios de observação e abordagem como aumento do combustível, viabilidade e uso de carros elétricos, custo, tecnologia, mobilidade, meio ambiente e status.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário