Agilidade, transparência e consistência
Os desafios para o bom relacionamento com o cliente na era da tecnologia
18 Setembro 2014  |  11:21h
A - A +
Data:
Cidade:
Patricia Cansi
Hoje em dia, todos possuem uma vida mais atribulada e corrida. É perceptível as pessoas reclamarem da falta de tempo, de passarem boa parte do dia no trabalho e de como se esquecem de fatores importantes. Mas há pontos que não podem ser esquecidos, principalmente, se ele é essencial para o sucesso e continuação de um trabalho. Esses sãos os clientes. As empresas, mesmo possuindo um trabalho que exige maior rapidez e qualidade por conta do aumento das tecnologias e da vida conectada, não podem nunca deixar de esquecer quem é o pilar principal de sua base. Para isso há o Dia do Cliente, celebrado em 15 de setembro, para que tanto os negócios quantos o próprio público se lembrem do quanto representam. "É lembrar para todas as empresas, independente do ramos de atuação, que o cliente é seu principal ativo e que por meio de seu poder escolha ele decide o futuro dos negócios", afirma Patricia Cansi, gerente de relacionamento com o cliente do Grupo Pão de Açúcar. "Somente as empresas realmente orientadas para seu cliente são verdadeiramente sustentáveis."

E cuidar desse principal ativo tem sido um papel ardiloso, justamente, por causa do momento de maior rapidez em que as pessoas estão inseridas, exigindo que as empresas também acompanhem tal velocidade, mas sempre melhorando a qualidade. Mais do que isso, hoje, o cliente possui outro perfil: ele é mais consciente daquilo que deseja e necessita, assim, demanda e procura por serviços e produtos que possam atender exatamente aquilo que querem. "Os clientes a cada ano estão mais conscientes de seus direitos e exigentes da real entrega de promessa das marcas e negócios", declara Patricia. Soma-se a esta mudança o fato de que a comunicação atingiu uma expansão jamais vista, ocasionada pelas redes sociais e criação de novos canais. Ou seja, mais do que conseguir ouvir, o cliente é capaz, cada vez mais, de falar e sua opinião atinge territórios capazes de não serem medidos.

Por conta dessa grande troca de informações, para conseguir manter um relacionamento positivo com o seu público e não abalar a gestão, as empresas devem sempre, segundo a executiva, proporcionar um ambiente de transparência, bem como uma constante na qualidade dos produtos e serviços entregues. "Os grandes desafios de hoje em dia são agilidade, transparência e consistência", destaca.

No caso do GPA, Patricia conta que para melhorar na gestão de clientes, a empresa procura investir em tecnologia, cuja finalidade seja a de aprimorar os canais de atendimento e gerar mais conhecimento ao cliente. "Dessa forma, nós podemos oferecer produtos e serviços adequados as necessidades e desejos deles." Bem como as informações geradas pelos consumidores também servem para demandas de melhorias e inovações. 
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário