O propósito do conhecimento
Busca de insights com objetivos bem definidos marca novo Meeting ClienteSA
31 Outubro 2019  |  13:19h
A - A +
Data:
Cidade:
Onófrio Notarnicola Filho
Logo na abertura do Meeting ClienteSA - Bench & Transformação, o professor Onófrio Notarnicola Filho, acadêmico, consultor e coordenador da área de Conhecimento da ClienteSA, destacou o caráter, inédito, exclusivo e inovador do workshop. Para ele, todas as iniciativas na vida devem partir de um propósito. Muitas vezes a necessidade de realizar algo, atingir a meta de sucesso profissional ou, simplesmente, ser feliz. Em qualquer das situações, nosso objetivo será sempre o de alcançar algo importante para nós mesmos. "Mas em todos os casos, mesmo nos mais profundos desejos de realização de sonhos, é preciso um plano. Muitas vezes um completo planejamento estratégico." Por isso, disse ele, a necessidade de enriquecer a experiência com o conhecimento de outras empreitadas bem-sucedidas, sempre com um propósito bem claro acompanhando a visão que impulsiona.

Por isso, Onófrio demonstrou sua satisfação de ver presentes tantos profissionais de significativas empresas que, com certeza, não estariam ali apenas pelo simples intuito de marcarem presença. Todos tinham como meta buscar informação útil e prática para, se possível, iluminar a caminhada rumo aos propósitos estabelecidos. Coadunando, dessa forma, com os objetivos que levaram a área de Conhecimento da ClienteSA a empreender essa ideia.

Nesse sentido, o professor ratificou e reforçou os propósitos estabelecidos pela organização do encontro, que aliados ao Prêmio ClienteSA, à área de Benchmark e ao Prêmio Latam, caracterizam-se como "ousados, mas bem definidos e estruturados": ser o maior e melhor projeto de reconhecimento às melhores práticas em gestão de clientes do Brasil e América Latina; disponibilizar a maior base independente de benchmarking a partir de uma avaliação independente; criar um ambiente propício a compartilhar conhecimento, evolução e transformação profissional e empresarial, inovador e consistente; e unir novos pensamentos e conhecimento global, com outros povos e culturas, que somem o propósito por meio da Aloic.

Finalizando, Onófrio incentivou os presentes a uma participação ativa, lembrando que, ao final, o workshop seria encerrado com um trabalho em grupo. Em cada mesa do evento havia um tema a ser desenvolvido. E os profissionais, divididos em grupos, fomentariam ideias - com o esboço de um plano estratégico - levando em conta os insights proporcionados pelo Meeting.
Fonte:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário