Brasileiro aprova autenticação por biometria
Estudo mostra que 87% dos portadores de cartão estão familiarizados com tecnologia
16 Janeiro 2020  |  13:01h
Data:
Cidade:
Estudo da Visa mostra que 87% dos portadores de cartão brasileiros já estão familiarizados com a autenticação por biometria - índices muito superiores aos registrados nos Estados Unidos, onde 59% dos consumidores conheciam esses métodos. Em sua segunda edição no Brasil, o estudo apresenta crescimento do interesse por soluções de biometria. O estudo aponta ainda, que apesar do crescimento explosivo do comércio eletrônico no país, o uso de métodos tradicionais de autenticação, como senhas, ainda pode limitar o potencial do canal digital, diminuindo finalizações de compras ou acessos às lojas virtuais.

Na pesquisa, a maioria dos portadores de cartão já conhecia e via com bons olhos a tecnologia biométrica, 82% consideraram a biometria mais rápida e 85% disseram que ela era mais fácil de usar. A maioria já tinha usado biometria em algum momento. O reconhecimento por impressão digital já tinha sido usado por 88% dos brasileiros pesquisados, sendo que 66% citaram usar regularmente. Sobre o reconhecimento de voz ou facial, 16% disseram já ter usado cada uma dessas modalidades. Entre os consumidores brasileiros, o reconhecimento por impressão digital tem um nível de uso similar aos latino-americanos, enquanto as outras formas são menos usadas. De modo geral, a biometria é considerada mais segura do que os métodos tradicionais, sendo a impressão digital o método com maior percepção de segurança (95%). Seguidos pelo reconhecimento de íris (90%), facial (86%) e venal (84%).

Conduzido localmente com 500 portadores de cartão de crédito, os resultados da pesquisa ecoam as constatações de um estudo paralelo com portadores de cartão dos EUA e América Latina. Segundo os dados levantados no Brasil, a maioria dos pesquisados já deixaram de comprar online porque estavam sem o cartão de crédito no momento, esqueceram a senha ou não conseguiram fazer login. Além disso, os pesquisados se preocupam com a segurança das senhas e tokens, e tendem a ver a biometria como uma alternativa mais rápida e fácil de usar do que as senhas. Apenas 30% usam uma senha única para cada conta, mas a maioria não: 48% usam diversas senhas.

"Entendendo as frustrações ou dores dos consumidores do Brasil, conseguimos desenvolver soluções para resolver essas questões citadas no estudo e apoiar o crescimento do comércio eletrônico", diz Edson Ortega, vice-presidente de risco da Visa do Brasil. "Os consumidores querem soluções rápidas, convenientes e seguras para comprar online, e as pesquisas indicam que a biometria pode ter um papel importante na melhora dessa experiência", completa.

As instituições que emitem cartão têm um papel importante na oferta de opções de autenticação por biometria. Sessenta e nove por cento (69%) dos brasileiros pesquisados usaram biometria na semana anterior à pesquisa para acessar serviços bancários ou efetuar um pagamento. Mais de 90% dos consumidores brasileiros disseram que estariam mais propensos a usar biometria se a opção fosse oferecida por seus bancos ou instituições financeiras, enquanto cerca de 76% dos brasileiros disseram que, à medida que biometria se popularizar, eles trocariam de instituição se a entidade atual não oferecer tais opções. "Os consumidores estão dispostos a abandonar as senhas e simplificar os processos de autenticação. É preciso modernizar o processo de checkout de compras online, por exemplo. Com a disponibilidade e o custo acessível de métodos de autenticação mais fortes e simples, como a biometria, a Visa acredita que a indústria poderá reduzir o uso de senhas em alguns anos", conclui o executivo.
Fonte:
Tags: