Skol conectar jovens da periferia
Rede Roda do Corre foi criada para fomentar projetos criativos em comunidades da zona sul de São Paulo
3 Maio 2019  |  12:24h
A - A +
Data:
Cidade:
Colar no rolê é legal, mas criar o rolê é muito mais. Este é o mote que está sendo usado para explicar a Roda do Corre, projeto da Skol que busca conectar jovens, potencializar projetos locais e proporcionar rolês criativos na periferia. A cerveja se uniu aos coletivos Visionárixs da Quebrada e Favela Business para encontrar outros grupos que estivessem fazendo a diferença quando o assunto é criatividade e diversidade. Junto com o Projeto PIM (Periferia Inventando Moda) de Paraisópolis, a produtora Bem Bolado de Heliópolis e a Gleba do Pêssego do Grajáu, a Skol formou o Bonde do Corre. Desde janeiro, esses jovens inovadores têm se encontrado no Capão Redondo para fomentar a produção cultural local.

"A Roda do Corre é um projeto de comunidade, em todos sentidos. Uma relação legítima entre pessoas, seu território e uma marca querida por eles. Nossa intenção é estar junto com estes criadores e dar ferramentas para fomentar o cenário cultural nesses lugares", comenta Maria Fernanda de Albuquerque, diretora de marketing de Skol. Os encontros serviram para trocar experiências e, principalmente, criar coletivamente uma forma de celebrar a criatividade. Juntos, Skol e o Bonde do Corre, produziram a collab de moda Profissionais da Diversão, que vai homenagear quem trabalha para fazer o rolê, como seguranças, faxineiras e profissionais de bar. As peças serão vendidas pelo projeto PIM e a renda será revertida para o próprio coletivo.

O resultado desse trabalho será apresentado em um desfile, no bar da Fundão, no Capão Redondo. O Projeto PIM assina as 20 peças exclusivas e também o casting, formado por moradores da comunidade e pessoas que realmente desempenham essas funções na noite. A música fica por conta da Produtora Bem Bolado e a Gleba do Pêssego é a responsável por um fashion film, que deverá ser lançado até o final do mês, contando do processo de criação ao produto final. Para que a comunidade possa aproveitar a experiência ao máximo, além do desfile, o evento gratuito contará com oficinas e exposições, além de atrações musicais como Negra Li, Baile do Mano DJ, Helipa LGBT e Samba da Fundão. O grafiteiro BNE, que assina diversos trabalhos ao lado dos Racionais MC, também vai participar criando um mural para a comunidade.


CONHEÇA OS COLETIVOS

- PROJETO PIM, de Paraisópolis:
O Periferia Inventando Moda (PIM) mobiliza a comunidade em torno do poder transformador da moda, promovendo a inclusão social, a capacitação e a qualificação profissionais, a criatividade e a autoestima. Nascido pelas mãos do estilista Alex Santos, o projeto foi pioneiro ao buscar conhecimentos da área e modelos da própria periferia para serem protagonistas de suas narrativas. A marca desfila na Casa de Criadores e tem uma parceria com a USP, a UniPIM.

- PRODUTORA BEM BOLADO, de Heliópolis:
O Bem Bolado, comandado por Mano DJ, é um dos estúdios responsáveis por lançar novos gêneros e ser um expoente de nomes do funk em São Paulo. Mano é um verdadeiro visionário e possui uma intuição aguçada para descobrir talentos da cena. Ele foi o grande responsável por descobrir alguns dos maiores MCs do país, como MC Bin Laden, MC 2K, MC Brinquedo e MC Pikachu.  Atualmente, está focado em fazer da produtora um centro de lançamento e desenvolvimento de jovens de Heliópolis na música.

- GLEBA DO PÊSSEGO, do Grajaú:
O coletivo Gleba do Pêssego surgiu como forma de transformar um sonho em realidade: fazer audiovisual. Sempre buscando abordar questões sociais através de seus trabalhos, o coletivo leva o conhecimento adquirido no processo para suas comunidades, buscando uma conexão real com as pessoas, organizando exibições de seus filme e debates nos bairros de que vieram. Foram responsáveis pelo aclamado vídeo documentário de Nataly Nery, uma das principais YouTubers do país.
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário