Falta de envolvimento
Pesquisa revela que colaboradores se sentem excluídos da transformação digital nas empresas
18 Dezembro 2020  |  13:39h
A - A +
Data:
Cidade:
Enquanto as empresas estão aumentando de forma expressiva os investimentos na transformação digital (DX), uma pesquisa da Futurum Research descobriu que os líderes organizacionais estão deixando muitos dos funcionários para trás no processo. O estudo revelou que 94% de todos os funcionários querem se envolver mais na DX; e quase metade (44%) da equipe diz que simplesmente não sabe como ajudar. O estudo global, patrocinado pela Pegasystems, entrevistou líderes de tecnologia e funcionários de mais de 500 empresas na América do Norte e Europa, sobre o papel que a cultura empresarial desempenha na condução do sucesso da transformação digital.

À medida que os líderes da empresa aceleram o ritmo da DX no rastro do cenário gerado pela  pandemia, a pesquisa revelou que muitos funcionários estão ansiosos em fazer parte da solução.  Só que apesar desse entusiasmo, apenas 10% da equipe concorda plenamente que sabe como contribuir para os esforços de transformação digital de sua empresa. Curiosamente, ainda há confusão entre as lideranças:  14% dos CEOs relatam que não sabem como se envolver.

"Com a pandemia continuando a causar incertezas e interrupções sem paralelo, as empresas devem examinar todos os aspectos da transformação digital para garantir que possam manter o ritmo e permanecerem competitivas", afirma Shelly Kramer, sócia fundadora e analista sênior da Futurum Research. "Embora a cultura seja  um aspecto frequentemente negligenciado da DX, nossa pesquisa demonstra que o engajamento dos funcionários deve ser prioridade desde o início para garantir o sucesso. A mudança é bem-sucedida quando os funcionários em todos os níveis se sentem envolvidos, não apenas os líderes."

A pesquisa também revelou três percepções adicionais sobre como os líderes devem infundir DX na estrutura de seus negócios:
 
- Barreiras para o sucesso devem ser abordadas de forma holística:  A maioria dos tomadores de decisão de negócios (68%) acredita que melhorar a experiência do cliente é o motivador de DX mais importante, seguido de perto pela automação dos processos existentes (67%) e pela melhoria ou atualização dos processos (65%). Embora a maioria concorde com os objetivos finais, os tomadores de decisão enfrentam uma variedade mais ampla de obstáculos para alcançá-los, como  a falta de habilidades adequadas (42%), parcerias (36%) e orçamento (36%). Essas questões operacionais holísticas devem ser abordadas - começando com o treinamento ou contratação de pessoas com  essas habilidades - para garantir o sucesso da DX em escala.
 
- Liderança DX eficaz gera resultados de cima para baixo: Quem geralmente lidera o avanço da DX? Apenas 18% dos entrevistados acreditam que é o CEO, em comparação com 47% que identificam o CTO ou CIO como responsáveis. Mas quando os funcionários citam o CEO como o líder da DX, eles relatam uma percepção mais positiva da DX, o que pode ser útil na construção de uma cultura DX fortalecida. Por exemplo, 67% dos entrevistados de organizações com DX liderado por CEO esperam ser "muito eficazes" na liderança de tecnologia, em comparação com  51% nas organizações cujos líderes  da transformação digital  são os CIO e 34% quando o CTO lidera.
 
- A transformação digital é uma jornada na qual ninguém deve ser deixado para trás: Os líderes precisam encontrar maneiras de engajar todos os funcionários na jornada DX para que se sintam comprometidos com o resultado - mesmo que seja nas pequenas coisas. Os entrevistados citam ajudar a treinar outras pessoas em novas tecnologias (50%), ter a mente aberta sobre o uso de novas ferramentas (40%) e expressar positividade sobre DX (35%)  entre as principais ações pelas quais eles acreditam poder ajudar - todas possíveis de serem alcançadas. A participação ampla dos funcionários ajuda a cultura DX a permear  toda a organização e, assim, terem condições de atender melhor seus clientes.
 
"As transformações DX dizem tanto respeito à cultura como a tecnologia, e isso significa que é essencial que os funcionários se sintam incluídos no processo", afirma Don Schuerman, CTO da Pegasystems. "As empresas devem priorizar as ferramentas e processos que  eliminem os silos operacionais e promovam a colaboração, para garantir que todos os funcionários participem dessa jornada crítica. Ao cultivar uma cultura DX vibrante com as soluções adequadas, as organizações podem ajudar a garantir que nenhum funcionário seja deixado de fora."
Fonte:
Tags:
Comentários

As opiniões expressas nos comentários são de única e exclusiva responsabilidade de seus autores e não expressam a opinião deste site. Comentários ofensivos ou que violem a legislação vigente serão suprimidos.


* seu e-mail não será publicado.

Enviar Comentário